O que trazer de lembrança de Buenos Aires sendo original e gastando pouco

O que trazer de lembrança de Buenos Aires sendo original e gastando pouco

Alfajores e doce de leite da Havanna. Estatuetas, canecas e imãs de geladeira com casais dançando tango. Bolsinhas e porta níqueis com a bandeira da Argentina. Cashemere e chalinas. Invariavelmente um desses itens estará na sua mala na volta de Buenos Aires.

Claro que estes souvernirs são bem-vindos, alguns até pela sua aura kitsch e divertida, mas eles não vão exatamente surpreender seus parentes e amigos, especialmente aqueles que já estiveram na cidade. Para estes casos, focando na idéia regalito, ou seja, pequenas lembrancinhas com preços até 25 reais, eu aderi a essas 6 idéias nesta minha última viagem:

Alfajores Jorgito: Estão entre os mais populares entre os locais e são realmente muito gostosos. Você encontra por uns 8 pesos no supermercado em embalagens fofas retrô, tipo “lanche” das crianças. Vem com 6 unidades, nos sabores chocolate, doce de leite, mousse e frutas.

Mostarda Savora: Recebi a encomenda de trazê-la e fiquei curiosa para provar. Achei uma delícia! E o melhor: é super baratinha, tipo 5 pesos, mas mil vezes mais gostosa do que aquela que você compraria por 2 reais no Brasil. Essa é para fazer uma graça com seu amigo que começou a se aventurar na cozinha ou para você colocar na batatinha frita aqui no Brasil e lembrar da viagem!

Shampoo, condicionador e tratamentos capilares TRESemme: Diz a Catarina, minha amiga que adora cosméticos, que é qualidade de Kerastase a preço de Seda. Exageros à parte, eu usei uma vez e realmente curti o resultado. As embalagens de 250ml custam em torno de 10 pesos e você encontra em qualquer farmácia. Pechincha!

Bloquinho da Papelera Palermo – A papelaria mais charmosa de Buenos Aires tem opções de bloquinhos feitos com papéis artesanais e estampas próprias. Por cerca de 20 pesos, é um presente pra lá de simpático para aquele seu amigo de bom gosto que já tem tudo. Fica a dica, agora em novo endereço na Calle Cabrera, 5227.

Outros livros do Quino– Digo outros porque, no Brasil, ele é conhecido quase que exclusivamente pela genial “Mafalda”. Estas outras obras, embora menos celebradas, são igualmente brilhantes, mantém a mesma verve política e são ainda mais legais de ler no seu idioma original. Algumas delas, editadas pela De La Flor, são “Que presente impresentable”, “Potentes, Prepotentes e Impotentes”, “Si, Cariño” e “Quinoterapia”. Vá na famosíssima livraria El Ateneo, da Av. Santa Fé, e garanta seu exemplar por 34 pesos.

Livros do Liniers – Um dos meus cartunistas prediletos, ao lado de Bill Watterson , criador do Calvin e Haroldo. As tirinhas da série Macanudo, que trazem vários personagens de um universo fantasioso, são publicadas há quase uma década no La Nación, jornal de maior circulação na Argentina e há algum tempo por aqui na Folha de S. Paulo. Seu humor é sutil, quase melancólico. No seu último livro, lançado há duas semanas na Argentina, Liniers pediu que a capa dos 5 mil primeiros exemplares viessem em branco para serem ilustradas manualmente. Esse regalo eu queria (assim, muito) para mim! O “Macanudo#2”, livro que eu comprei desta vez , custou 44 pesos na livraria El Ateneo.

.

LEIA MAIS:
Preços do Duty Free de Ezeiza e Aeroparque. Mate sua curiosidade aqui!
Isadora – Bijus com cara da Accessorize e preço da 25 de março!
Las Pepas – Jaquetas, bolsas e sapatos de couro lindos para las chicas!
Expectativa x realidade: As compras que eu (não) fiz na Rapsodia.
Compras, compritchas e o que realmente vale a pena em Buenos Aires
Palermo – Por que eu saí do centro para me hospedar lá.
.

Anúncios

Uma resposta para “O que trazer de lembrança de Buenos Aires sendo original e gastando pouco

  1. Pingback: Buenos Aires: Por que a capital portenha é sempre uma ótima pedida! | La Chica de Mochila