Arquivo da tag: Falabella em buenos aires

Compras, compritchas e o que realmente vale a pena em Buenos Aires

Compras e o que realmente vale a pena em Buenos Aires.

O câmbio favorável e as irresistíveis comprinhas em Buenos Aires.

Buenos Aires pode ser um paraíso para torrar la plata, mas pode ser também uma cilada. Quer um exemplo? Em São Paulo você consegue comer “ok” no almoço por 35 reais, mas por lá até os botecos te cobram mais que 35 pesos e dificilmente você gasta menos que 70 pilas.

Claro que, com o câmbio favorável como nunca, continua valendo (e muito!) a pena comer e gastar por lá, mas não adianta achar que você está arrasando com 400 pesos no bolso porque não é bem assim rs… Dito isso, constatada também a inflação crescente na Argentina e tudo mais, vambora ver algumas boas barganhas que você pode encontrar (sem contar a Las Pepas e a Isadora que tem posts à parte).

 Sylvia y MarioPrecisando presentear sua mãe, sua amiga ou seu avô com aquela clássica jaqueta de couro ou blusa de cashemere? Eu também já estive nessa situação e meu melhor achado foi a Sylvia y Mario. Eles são fabricantes, tem peças femininas e masculinas e a loja ainda é bacaninha e espaçosa. Eles ficam na M.T. de Alvear, 550, uma travessa no comecinho da Florida. Ah, pague com efectivo (grana) e barganhe mais 10% de desconto. Tenho blusas ótimas de cashemere com seda que saíram por 120 pesos.

Welcome Marroquineria – Sei que a Casa Lopez lidera as indicações, mas ainda na M.T. de Alvear vale dar uma olhada nas bolsas, malas e sapatos de couro da Welcome. Eles tem modelos tradicionais, mas também artigos mais modernos e coloridos. A qualidade do couro é incrível, assim como o preço. Tenho uma bolsa de couro grande caramelo, daquelas lindas e atemporais, que saiu por cerca de 520 pesos.

FalabellaNão sei qual é a minha, mas piro em lojas de departamento que acho que perderiam metade da graça se tivessem no Brasil. Parece que tem um gostinho especial ir a H&M na Europa, né? Na América do Sul, tenho esse apego pela loja feminina da Falabella. Além de olhar o setor gigante de cosméticos, adoro percorrer as araras de moda jovem e encontrar achados como um sobretudo de lã azul, com forro de estrelinhas, por 240 pesos (menos de 100 reais!!!). Vai lá: Calle Florida, 202.

Complot – Não é das lojas mais baratinhas, mas vale a visita! Tem a cara da garota portenha moderna e é lá que eu vou quando quero me sentir dentro do espírito da cidade. Em geral, se prepare para vários tipos de legging e, neste inverno, a grande tendência são os casacos de lã pra lá de maxi. Tudo parece que você pegou do seu avô, mas com muito estilo hahahahaha. Comprei um desses mega casacões de tricô por 340 pesos e saí de lá feliz da vida. Mais lojas de moda jovem pra ficar de olho: Materia, Ayres, Vitamina e Cuesta Blanca.

HavannaHit dos hits. Mesmo que já tenha desembarcado por nossas bandas e mesmo que, ao menos na minha opinião, existam alfajores melhores, tradição é tradição! Por lá, as guloseimas custam metade do que aqui e podem ser achadas com facilidade em todos os cantos da cidade. Tabela rápida de preços do alfajor: unidade 5 pesos, caixa com 6, 12 e 24 alfajores, 27, 52 e 100 pesos respectivamente.

M.A.C. ProA loja completona da rede de maquiagens canadense pode ser encontrada na entrada das Galerias Pacífico. Apesar do preço do Freeshop ser sempre MUITO melhor (atenção para a incrível loja em Ezeiza), aqui você pode encontrar algumas linhas e produtos que não são vendidos nos aeroportos. Foi o caso da minha amada base “Face and Body”.  Ela vem em uma bisnaga de 120ml que dura uma eternidade e, no Brasil, custa 147 reais diante dos 260 pesos (R$108) da loja em Buenos Aires. Atenção: nos Free Shops do Aeroparque não tem M.A.C.

Dermocosméticos – Ah, o fetiche que eu tenho pelos dermocosméticos! Aqueles produtos incríveis, hipoalergênicos e ultra funcionais, que vão do creme anti-celulite  à shampoos super específicos e eficientes. Sem falar nas águas termais, um pequenos luxo que todos deveriam adotar! Em Buenos, o preço faz com que seja impossível sair da Farmacity sem um desses produtos. Delicie-se nas prateleiras da Avène, La Roche Posay e Vichy!

Lacoste– A marca, que agrada demais aos brasileiros, é um dos locais mais movimentados das Galerias Pacífico. Se quiser um pouco mais de paz, vá às duas outras  lojas da grife espalhadas pela Calle Florida e fuja da fila dos provadores. Eu, que só sou freguesa da Lacoste nas camisas sociais femininas, sondei que estavam por 379 pesos. Por aqui, certamente custam mais do que 150 reais.

>>> Ah, sobre os festejados outlets, nunca consegui (para ser honesta também não tive vontade) dedicar alguns dias para explorá-los. Sei que são muitos e que podem render bons descontos. Se você quiser se arriscar nessa aventura, consulte o compilado de sugestões do site Oh Buenos Aires.

.
LEIA MAIS:
Preços do Duty Free de Ezeiza e Aeroparque. Mate sua curiosidade aqui!
O que trazer de lembrança de Buenos Aires sendo original e gastando pouco
Expectativa x realidade: As compras que eu (não) fiz na Rapsodia.
Las Pepas – Jaquetas, bolsas e sapatos de couro lindos para las chicas!
Isadora – Bijus com cara da Accessorize e preço da 25 de março!
Palermo – Por que eu saí do centro para me hospedar lá.
.