O que levar na trilha inca?

O que levar na trilha inca?                                                                  Quando me dispus a fazer a trilha inca, sabia que seria parte fundamental desta conquista pessoal carregar meus próprios pertences.

Cajado, saco de dormir e travesseiro fazendo contrapeso com a mochila + bolsa com máquina fotográfica, folhas de coca e comidinhas energéticas.

Boa parte das pessoas, no entanto, contrata porteadores. São carregadores que levam sua mochila com roupas, saco de dormir, comida, etc… enquanto você segue com uma mini mochilinha ou pochete.

Eu, que sempre fui fracota, não entreguei os pontos. Abri mão dos supérfluos, estudei bem o que levar e carreguei numa boa os seguintes itens (divididos em uma mochila de 10 litros da Deuter e uma bolsa/pochete esportiva):

-       2 blusas de manga longa tipo dry fit. Não pesa nem ocupa espaço!

-       2 blusas de manga curta tipo dry fit

-       1 jaqueta Lafuma LD Lane impermeável, corta-vento e bem ventilada. O legal é que dá pra dobrar bem e ocupa pouco espaço na mochila

-       1 casaco tipo polar/ sleece

-       1 calça de tactel, daquelas com zíper que viram shorts

-       1 blusa segunda pele da Curtlo, que retém calor e transporta o suor para fora do corpo

-       1 calça segunda pele da Curtlo

-       1 bota Salomon Fast Packer GTX Feminino – Melhor investimento!

-   3 pares de meia Lorpen especiais para trekking (2 mais finas, 1 mais grossa. Bem caras, mas valem cada centavo. Não tive nem sinal de bolha!)

-       1 cachecol

-       1 luva

-       1 gorro

-        1 capa de chuva

-       1 garrafa térmica de 1 litro + pastilhas purificadoras para a água

-       Estojo de remédios

-       Repelente

-       Capa de chuva

-       Lanterna

-      Óculos escuros

-      Filtro solar

-       Desodorante

-     Pasta e escova de dente

-       Lenços umedecidos, que foram o meu “banho” por alguns dias.

-      Papel higiênico.

-       Roupa íntima

-       Barras de cereal, castanhas do Pará, folhas de coca e gel energético

-       Máquina fotográfica

-      Cobertor de emergência. Parece 1 folha de alumínio que fica dobrada e ocupa um espaço mínimo. Fez toda a diferença na 2a. noite, que é a mais fria.

-       Saco de dormir Lafuma Extreme 650. Super leve e compacto.

-    Isolante térmico para o saco de dormir. A agência me emprestou. É leve e consegui amarrar numa boa em uns ganchos da mochila.

-      Cajado. Comprei um roots em Ollantaytambo e foi fundamental. Sem ele teria sido impossível passar pelos quase 9km (!) de subida do segundo dia.

Apesar de parecerem muitos itens, note que você estará vestindo boa parte disso tudo naquele esquema “cebola”. São várias camadas que dá para tirar e acrescentar conforme a temperatura vai mudando.

Uma boa dica para comprar esses produtos é fazer uma visita às lojas especializadas, como a Casa de Pedra, a Mundo Terra e a 100% Aventura, para quem mora em São Paulo. Os sites são úteis para fazer pesquisa de preço, mas nada substitui a assistência de um vendedor experiente que ainda te brinda com alguns bons conselhos de trekking e aventura.

LEIA MAIS: 

Como é a alimentação na trilha inca?
O que esperar de cada dia da trilha inca.
Qual a melhor época para fazer a trilha inca?
Qual o nível de conforto da trilha inca?
Como se preparar fisicamente para a trilha inca?
Quanto custa a trilha inca?
A trilha inca é segura?
Trilha inca clássica e Salkantay. Preciso reservar ou posso comprar em Cusco?
Viagem à Machu Picchu: Por que eu fiz a trilha inca.
.

About these ads

10 Respostas para “O que levar na trilha inca?

  1. fer.fm23@hotmail.com

    Olá! vou fazer a trilha com meu marido em Novembro e gostaria de saber qual a marca da mochila que vc fez a trilha, ela era de 10 litros? Obrigada!

    • Olá,

      A mochila que levei tinha 10 litros e era da marca Deuter. Ela vem junto com a mochila cargueira modelo Quantum de 55 litros, que é excelente. Dá para ver mais detalhes aqui: http://www.cemporcentoaventura.com.br/mochila+deuter+quantum+55+10l~157~2~13~-+marcas+-~deuter.

      Além dessa mochila, levei uma pochete para contrabalancear o peso na parte da frente e carregar a máquina fotográfica, folhas de coca e outros itens que precisava ter mais a mão.

      Espero que faça uma excelente viagem e desfrute dessa experiência tão bacana que é a trilha inca.

      Abraços,

      Camila

    • Fiz uma adaptação e amarrei o saco de dormir (que era bem levinho, da Lafuma) em uns ganchinhos que vem na alça da mochila.
      Para mim, essa escolha foi uma boa opção, justamente pelo fato da mochila ser compacta, limitando assim a quantidade e peso dos itens a serem levados. Isso porque as escadas de pedra e a altitude elevada fazem 3kg parecerem 10kg, principalmente no 2o. dia, que é 90% subida.
      Para quem agüenta mais peso, talvez valha a pena levar uma mochila maior e com mais acessórios. A vantagem da Deuter pequena é que usei no restante da viagem nos meus passeios de 1 dia e nos pequenos deslocamentos pelas cidades, quando a mochila cargueira grande ficava no hotel.
      Abraços,
      Camila

  2. fer.fm23@hotmail.com

    Olá Camila!! estou com mais uma dúvida…quanto ao saco de dormir e o isolante térmico, você acoplou na mochila?? Obrigada mais uma vez!!
    abraços.

  3. Camila, adoro seu blog e estou anciosa para ver novas histórias suas!!! Identifico-me muito com você, pois temos quase a mesma idade e o mesmo signo, também sou do fim de novembro e suas aventuras são uma verdadeira inspiração para mim!

    OBS.: Também costumo dizer que gosto de viajar porque sou sargitarina!

    Gostaria de tirar uma dúvida com você! Onde você comprou os purificadores de água? Aqui no Brasil ou já no Peru? Outra coisa, como eles são denominados, purificadores de água ou cada marca tem um nome diferente?

    Beijos,

    Natália

    • Oi Natália!

      Fico super feliz que você tenha gostado dos posts. Adoro encontrar viajantes, especialmente sagitarianos que não resistem a uma boa aventura e geralmente são os mais empolgados! Pretendo escrever mais ativamente no blog em breve, assim que concluir um documentário que está exigindo minha atenção em tempo integral.
      Enquanto isso, sigo respondendo algumas dúvidas e sugestões que me mandam. Sobre as pastilhas purificadoras de água, você não deve ter dificuldade em encontrá-las e pode procurar por esse nome mesmo. Se morar aqui em SP, algumas lojas que vendem são Casa de Pedra, Mundo Terra e 100% Aventura.

      Espero ter ajudado. Se eu puder colaborar com mais alguma dica, é só me escrever!!

      Bjs,
      Camila

  4. Boa noite, Camila. Primeiro lhe parabenizo pela descrição de seus roteiros e detalhes de suas viagens, ajudam muito. Li aqui q vc usou a Salomon Fast Packer GTX para fazer a trilha, vc até mencionou q foi um ótimo investimento. Estou interessado em comprá-la, o uso será para realizar a mesma trilha q vc fez, queria saber mais detalhes da bota, se é realmente leve como anunciado nos sites de vendas, se o material gore tex demora muito para secar caso seja molhado e a eficiência na impermeabilidade do material. Desculpa se estiver pedindo muito. rs De qualquer forma agradeço pelas informações postadas aqui e pelo espaço cedido para dúvidas.
    Até
    Marcus

    • Olá Marcus,
      Fico feliz que as dicas do blog estejam sendo úteis para você.
      Quanto a Salomon Fast Packer, trata-se de uma bota forte e resistente, mas ao mesmo tempo leve. Para comprar, sugiro que pesquise os preços na internet, mas que também visite uma loja física, pois é essencial prová-la para saber qual o número que melhor se adapta ao seu pé. Algumas pessoas costumam comprar um número maior, mas isso varia muito. Sobre o material goretex,acho essencial para esse tipo de trilha, onde frequentemente encaramos períodos de chuva. Segue uma explicação breve sobre esse material: ” (…) é uma membrana de teflon expandido (uma espécie de plástico branco muito fino e com muitos microporos, precisamente são milhares de vezes menores que as gotas de água, porém centenas de vezes maiores que o vapor de água). Isto faz que a água exterior não possa entrar, sendo impermeável, e por outro lado que o suor interno evaporado possa sair, resultando em um material transpirável.”.
      Por último, lembro que é essencial usar antes o tênis, para amaciá-lo e fazer com que se ajuste perfeitamente ao formato do seu pé.
      Espero ter ajudado.
      Abraços e boa trilha!

  5. Olá,

    este é o tipo de post que eu estava procurando a tempos, parabéns. O que mais me chamou a atenção é que você foi com uma mochila de 10L, enquanto que na MAIOR parte das fotos que eu vejo, o pessoal está usando mochilas de 50L ou mais.

    Porém eu sempre me questionei se havia necessidade de uma mochila tão grande durante a trilha (para o resto da viagem é indispensável, claro), e ainda mais depois de ler o seu post fiquei com a impressão que uma mochila “normal” (pequena) dá conta do recado.

    É isso mesmo? O que as outras pessoas colocam tanto nas mochilas grandes?

  6. Oi Rafael,

    Existe uma recomendação geral de que a mochila comporte até 10% do nosso peso. No meu caso, a mochila menor foi perfeita.
    Além disso, as escadas incas são íngremes e irregulares e definitivamente não é um bom negócio levar peso extra. Por esse motivo, optei por roupas leves e compactas, mas que tivessem uma tecnologia bacana, como dry fit ou o casaco corta vento, impermeável e com ótimo sistema de ventilação da La Fuma (que quando eu dobrava ficava super pequeno). Para contrabalancear o peso da mochila e ter alguns objetos mais a mão, como máquina fotográfica, folhas de coca e água, levei também uma pochete esportiva ótima, bem anatômica.
    Claro que uma mochila enorme com mil bolsos e compartimentos oferece vantagens. Para carregar meu saco de dormir (que era ultra compacto), tive que improvisar com um ganchinho da mochila, por exemplo. Também não levei toalha, apenas lenços umedecidos (afinal, só tem um chuveiro bem mais ou menos no último dia).
    A verdade é que me obriguei a otimizar o raciocínio quanto aos 4 dias que passaria na trilha. Quem leva mochilas grandes geralmente é bem experiente e agüenta o tranco de encarar altas altitudes com bastante peso nas costas ou está carregando os pertences de mais de uma pessoa, como filhos ou namorada.

    Bom, espero ter ajudado :)

    Abs e boa trilha! É uma experiência incrível!

    Camila Camargo
    La Chica de Mochila

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s